ANAD - Associação Nacional de Assistência ao Diabético ANAD
 SOBRE A ANAD
 DIABETES
 EDUCAÇÃO EM DIABETES
 Multiprofissionais da ANAD
 VÍDEOS
 EVENTOS
  RECEITAS
 FALE CONOSCO

Newsletter ANAD
Preencha o campo abaixo com seu e-mail para receber novidades da ANAD.


  adicionar a favoritos   envie a um amigo  mapa do site

     Home      |     Informes      |     Diabetes      |      Sobre a Anad     |      Educação em Diabetes     |      Profissionais de saúde     

ANAD - Associação Nacional de Assistência ao Diabético
Campanha DMD - Dia Mundial do Diabetes

D.M.D. 2006 

“Cuidados para Todos"    

A campanha do Dia Mundial do Diabetes de 2006 coloca especial atenção às comunidades desfavorecidas e aos grupos vulneráveis com poucas qualidade de vidas.


Objetivos: Divulgar a mensagem de que todas as pessoa com Diabetes, ou com risco de desenvolver Diabetes merecem a melhor qualidade de educação, prevenção e atenção, que seja possível.

  • Chamar a atenção do público para o tipo de acesso que têm as comunidades e grupos carentes ou vulneráveis, a educação, prevenção e atenção em Diabetes.

  • Centralizar atenção do público e dos setores privados sobre os baixos níveis de investimentos em educação, prevenção e atenção em Diabetes.

  • Aumentar a conscientização entre as pessoas com Diabetes ou em risco de desenvolvê-la, sobre educação, prevenção e atenção em Diabetes, que têm à sua disposição.

  • Compartilhar as melhores práticas de educação, prevenção e atenção em Diabetes com os desfavorecidos ou vulneráveis.- Produzir matérias do Dia Mundial do diabetes sirvam de suporte para as organizações representantes da Diabetes no mundo.

  • Apoiar a campanha para uma recolocação sobre Diabetes nas Nações Unidas.

  • A campanha do D M D 2006 marca o final da primeira fase do projeto conjunto IDF/OMS e coincide com o 19º Congresso Mundial de Diabetes na África do Sul.O tema pretende aumentar a conscientização entre as comunidades desfavorecidas e grupos vulneráveis e de poucas condições de vida em paises desenvolvidos e em vias de desenvolvimentos, com dificuldades para ter uma atenção sanitária adequada, devido a quem não se encontram abrangidos por um sistema de saúde, ou porque desconhecem os serviços a quem têm acesso.

  • O acesso a saúde pública e aos vários níveis de atenção sanitárias nas pessoas desfavorecidas ou vulneráveis variará dependendo das circunstâncias locais Em alguns países, o problema será a falta de infra-estrutura, em outros talvez, seja geográfico, em outros será devido a quem o seguro médico não cobre a todos os cidadãos, como é o caso dos grupos indígenas ou imigrantes, que tem menos probabilidade de receber uma atenção adequada em Diabetes.

Logotipo da UN - Unite for diabetes

Logotipo do Tema da Campanha 2006

Organizações como a IDF - International Diabetes Federation e suas associações membros, a Organização Mundial de Saúde, os governos e os serviços públicos de saúde e sociais, têm a responsabilidade de reconhecer este problema de escala mundial e de buscar soluções a nível local, nacional e regional.

As Atividades para a Campanha de 2006 promoverão a importância de proporcionar uma educação, prevenção e atenção em Diabetes, adequada às comunidades DESFAVORECIDAS e a grupos VULNERÁVEIS. Essas atividades ocorrerão durante todo o ano como parte do ano IDF dedicou às pessoas desfavorecidas e vulneráveis.

Dados sobre Diabetes em pessoas desfavorecidas e vulneráveis

A Campanha deste ano pretende aumentar a conscientização sobre grupos e comunidades em países em vias de desenvolvimento, ou nos desenvolvidos que enfrentam dificuldades em uma boa atenção em Diabetes.

Lamentavelmente essa boa atenção em Diabetes não está disponível para a maioria daqueles que teriam e deveriam beneficiar-se dela, especialmente não ocorre para as pessoas desfavorecidas ou vulneráveis.

DESFAVORECIDAS: Aquelas pessoas ou comunidades que não tem acesso à atenção ao Diabetes.

VULNERÁVEIS: Pessoas, comunidades ou grupos que têm um risco maior de desenvolver Diabetes, ou são vítimas de circunstancia não previstas que fazem com que sua saúde seja precária.

Entre os grupos de especial interesse estão:

  • Os desfavorecidos economicamente

  • Os com poucas condições de vida

  • Os imigrantes

  • Minorias étnicas

  • Com dificuldades geográficas

  • Desfavorecidos economicamente

  • A IDF calcula que o número de pessoas com Diabetes aumentará para 333 milhões em 2025. Desse total 80% vivem em países de poucos recursos.

Em muitos desses países há pouco ou nenhum acesso a tratamento que possam salvar vidas ou prevenir incapacidades.

Minorias étnicas

As minorias étnicas têm mais risco de desenvolver Diabetes do que a população em geral. Em muitos lugares é mais complicado devido as barreiras como o idioma e a descriminação.

Comunidades Indígenas Há mais de 375 milhões de indígenas no mundo. Estas populações se encontram seriamente atingidas pela Diabetes. Entre os índios PIMA dos EEUU, 40% tem Diabetes tipo 2. Na Austrália se calcula que o número de indígenas adultos com Diabetes tipo 2 é até 4 vezes superior do que o número de australianos de origem européia.

Os Anciões A população mundial está envelhecendo, a Diabetes e suas complicações são comuns nas pessoas idosas. Se o sistema de saúde dos Estados não estiver bem estruturado, o ancião pode ser uma carga e se tiver o custo será muito maior.[img]

 

Cartaz 2006 da IDF

Cartaz 2006 da ANAD




 Home       |      Congresso 2013      |       Diabetes       |       Sobre a Anad        |       Privacidade       |       Fale Conosco