Pedidos sendo
realizados no momento:
328
   
Boa noite. Seja bem vindo ao Portal Tudo Farma.
Negócios B2B a um clique

Ticket amplia portfólio de olho em saúde
Fonte: Valor Econômico
Notícia publicada em: 09/02/2018
Autor: Luciana Marinelli

Uma das maiores empresas de cartão refeição do país, a Ticket se volta agora para a prestação de serviços na área de saúde. O objetivo é ajudar as companhias a diminuir os custos com convênio médico e evitar faltas dos funcionários ao trabalho. Também é uma forma de diversificar a oferta de produtos às companhias, após o segmento de vales refeição ter sido fortemente afetado pelos altos níveis de desemprego durante a recessão.



"No passado, as maiores despesas das empresas depois da folha de pagamento eram os 'vouchers' [de benefícios como refeição]. Agora, é o plano de saúde", diz Marilia Rocca, diretora-geral da unidade de benefícios ao trabalhador da Ticket Serviços.



Em julho do ano passado, a companhia lançou o aplicativo Ticket Fit, que funciona como um diário de alimentação e exercícios, a partir de metas de saúde que o usuário pretende atingir. O serviço é gratuito. Para receber os dados captados pelo aplicativo e ter um panorama do estilo de vida de seus funcionários, a empresa paga uma taxa à Ticket. São fornecidos dados estatísticos do grupo de empregados participantes, sem identificação individual. "Se o IMC [Índice de Massa Corporal] dos colaboradores está piorando, por exemplo, o RH pode agir", diz a executiva.



Além disso, a companhia está ampliando os serviços de saúde que podem ser pagos com o Ticket Plus - cartão que os empregadores podem oferecer a seus funcionários para uso em estabelecimentos credenciados. Em dezembro, foi fechada uma parceria com a rede Fares, de clínicas médicas populares, para pagar consultas até de membros da família do funcionário que não têm plano de saúde. Quando o cartão é usado, os estabelecimentos pagam uma taxa à Ticket, num sistema semelhante ao dos cartões de crédito.



As maiores rivais da Ticket no país, Alelo e Sodexo, também têm investido em serviços voltados ao bem-estar dos funcionários das empresas que formam sua base de clientes. O momento é propício para oferecer mais opções, com a entrada em vigor da reforma trabalhista aprovada no ano passado.



"Antes da nova lei, as empresas tinham receio de premiar os funcionários e gerar encargos trabalhistas com essas premiações. Agora, podem fazer isso com maior segurança jurídica", diz Rocca.



A diversificação faz parte de uma estratégia mundial do grupo francês Edenred, dono da Ticket. Em janeiro de 2016, a companhia comprou a brasileira Embratec, especializada em cartões de combustíveis e gestão de despesas corporativas. O segmento cresce a taxa de dois dígitos no país, segundo balanço global da Edenred publicado em outubro, e ajudou o grupo a compensar a queda nas receitas com benefícios decorrentes do aumento do desemprego.



Como resultado, a receita do grupo no país de janeiro a setembro de 2017 ficou estável sobre um ano antes. A receita operacional na América Latina somou € 388 milhões no período, uma alta de 20,9%, puxada pelo desempenho em outros países da região, principalmente México e Argentina, apesar da conjuntura econômica ainda difícil no Brasil.



A expectativa é que esse cenário mude este ano. "Nossa avaliação do mercado de benefícios para 2018 é muito positiva. Acreditamos na recuperação econômica e na tendência de melhoria da situação brasileira", diz Rocca.

 



O portal TUDO FARMA destina-se exclusivamente às farmácias e drogarias devidamente cadastradas e identificadas. Produtos e preços de medicamentos que possam ser apresentados no portal, são referências para venda ao varejo farmacêutico e não ao consumidor final, podendo ser alterado a qualquer tempo, sem prévio aviso.
© 2011 - 2018 | Todos os direitos reservados - VISÃO GRUPO
Melhor visualizado na resolução: 1024x768